Dispositivos de Transferência

Movimentação vertical rotativa

Principais Aplicações

O principal uso de dispositivos de transferência é na indústria automotiva (por exemplo, filtros, anéis de pistão, etc.).

Características e benefícios do usuário

  • Movimentação linear ou Vertical Rotativa
  • Também adaptado às necessidades do cliente
  • Automação simplificada
  • Rampas de aceleração muito rápidas
  • Posicionamento exato e rápido
  • etc.

Dispositivos de transferência Vertical Rotativo

Série GH

  • Único Acionamento para movimento vertical e rotativo
  • Came globoidal para movimento rotativo
  • Came de disco ranhurado para curso vertical
  • Através do came globoidal obtêm-se grande liberadade na variação entre rotacionar e elevar
  • Compacto, forma construtiva robusta
  • Baixa manutenção devido à lubrificação com banho
    de óleo
  • Eixo oco do eixo movido possível
  • Curso vertical máx. 55mm
  • Ângulo de indexação máx. 180°
  • Ângulo de oscilação máx. 90°

Série PH

  • Único Acionamento para movimento vertical e rotativo
  • Conjunto de cames de discos para movimento rotativo
  • Came cilíndrico para curso vertical
  • Transmissão de alto momento movido através do
    came de discos
  • Forma construtiva compacta e fina
  • Baixa Manutenção através de lubrificação por banho
    a óleo
  • Eixo oco no eixo motor possível
  • Curso vertical máx. 40 – 80 mm
  • Ângulo de indexação máx. 180°
  • Ângulo oscilante máx. 90°

Série RH

  • Bom custo / benefício
  • Único motor para acionar movimento vertical e rotativo
  • Curva cilíndrica para movimento giratório
  • Came de disco ranhurado para curso vertical
  • Forma construtiva robusta e compacta
  • Baixa Manutenção através de lubrificação por banho
    a óleo
  • Eixo oco no eixo motor possível
  • Buchas de esferas em tandem para curso vertical
  • Curso vertical máx. 30 mm
  • Ângulo de indexação máx. 90°
  • Ângulo oscilante máx. 60°


Séries RT+VT

  • Acionamento separado para curso vertical e
    movimento rotativo
  • Adequado para todos os tamanhos de mesas indexadoras
  • Came de disco ranhurado para curso vertical
  • Mesa indexadora giratória e carcaça do sistema
    de elevação podem ser
    sincronizados por sistema de correia
  • Forma construtiva robusta e compacta
  • Baixa Manutenção através de lubrificação por
    banho a óleo
  • Eixo oco no eixo motor possível
  • Curso vertical máx. 30 mm
  • Ângulo de indexação máx. 180°
  • Ângulo oscilante máx. 90°